Search This Blog

Tuesday, February 9, 2010

24456

Ladrilho em diamantes teu caminho
E sinto que deveras tu flutuas,
Imagens delicadas, deusas nuas
Nas sendas deste encanto eu já me aninho
E como fosse um simples passarinho
Buscando a mansidão da qual atuas
E espalhas tal frescor por sobre as ruas
Amor amadurece feito um vinho.
Na adega da esperança o preferido,
Jamais imaginei haver olvido
Do quanto que se deu em alegria,
E a cada amanhecer, mais envolvente,
O tanto que se quer e se pressente,
E sempre se renova e se recria.

No comments:

Post a Comment