Search This Blog

Tuesday, February 9, 2010

24397

Medonhos, porém mágicos momentos
Fantásticas quimeras, senda estranha
Aonde se pensara nova sanha
Os dias entornando fogos lentos.
Ascendo às mais sublimes cordilheiras
E delas num mergulho em vago espaço
Trazendo o que deveras penso e traço
Paixões entre esperanças corriqueiras
Mascaro cada tempo com mentiras
E delas renovando o meu farnel,
Seguindo, muitas vezes quase ao léu
Recolho estas migalhas que me atiras,
Ainda sobrevivo e nada além
Carcaças do passado ainda vêm.

No comments:

Post a Comment