Search This Blog

Monday, February 1, 2010

23951

Refulge na manhã um sol de raro brilho
Estende-se por sobre os vales e as montanhas,
Relembro num momento; antigas, torpes sanhas
E as sendas do passado, incauto e tolo eu trilho

Fúlgida beleza espalha-se e o andarilho
Revolve como um louco as profundas entranhas,
E enquanto mais distante; atônita, acompanhas
Espectro do terror, aperto este gatilho.

Espasmo convulsivo, herética ironia,
Andante cavaleiro, aos poucos fantasia
Intrépida loucura, insânia me tomando,

E visceral, medonho; esqueço-me de ti,
Revejo no teu rosto, o amor que já perdi,
Volvendo a lucidez, então manso, me abrando...

No comments:

Post a Comment