Search This Blog

Thursday, February 18, 2010

25058

Cruzando esses limites sem cansaço
Descrevo a minha história pela Terra,
E enquanto a realidade se descerra
Ausente de alegrias; ergo o braço

E quando o caminhar sem nexo eu traço,
Ao mesmo tempo vale, fossa ou serra
A boca escancarada ainda berra
Por mais que o corpo esteja velho e lasso.

Assisto à derrocada dos primatas
E neles os desejos que arrebatas
Batalhas pós batalhas, guerra insana

Cadáveres se espalham, barricadas,
E as cenas repetidas espalhadas
Enquanto este bufão se ilude e ufana.

No comments:

Post a Comment