Search This Blog

Sunday, February 21, 2010

25290

E nela com certeza mergulhar
Nesta onda que desmancha-se na areia
E bebe a claridade em lua cheia,
Entregue à tal delícia sem pensar,

Se um dia fui capaz de me entregar
À sorte desairosa que rodeia,
Agora que encontrei a paz se anseia
E nela toda fonte a desvendar

Os rumos de um andante cavaleiro,
Momento de esperança derradeiro
Expressa um coração tão desolado,

Vivendo dos resquícios do passado
Agora se permite iluminado
Aos raios desta lua, meu luzeiro.

No comments:

Post a Comment